Você está em:

Blog da OR

Publicado em 05/06/2019

Contribuindo com o Desenvolvimento de Cidades Sustentáveis

Sustentabilidade está na pauta de empresas e organizações da sociedade civil desde o final do século passado, quando o mundo começou a entender que a pegada ecológica humana estava deixando rastros irreparáveis no planeta, que afetam todas as formas de vida, inclusive nós.

Na Conferência de Estocolmo, a primeira reunião das Nações Unidas para discutir o meio ambiente, realizada em 1972, foi criado o dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 05 de junho e também apresentado o conceito de Desenvolvimento Sustentável, cuja definição é “desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade das futuras gerações de atender as suas necessidades”. Aquele que não foca só no lucro a qualquer custo. Atualmente, o tema de sustentabilidade engloba o tripé: econômico, social e ambiental, conceito chamado de Triple Bottom Line, de John Elkington.

Diante dos desafios empresarial, governamental e social para o desenvolvimento sustentável, diretrizes, que norteiam comportamentos e práticas, têm sido amplamente discutidas, implantadas e disseminadas, com o objetivo de preservar o meio ambiente e os direitos humanos, mesmo com a busca pelos ganhos econômicos.

A OR faz parte do setor imobiliário, que tem papel importante nesse cenário, pois atua diretamente na sociedade e reconhece que seus produtos têm a capacidade de contribuir com a criação de cidades sustentáveis, que promovem bem-estar, economia de recursos e integração social. As pessoas estão cada vez mais exigentes em relação à sustentabilidade e as empresas, acompanhando essa tendência, estão buscando formas de economizar no uso de recursos, tanto nas construções, quanto no funcionamento dos empreendimentos pós-entrega. Diante desse cenário, as certificações ambientais aparecem como soluções para essas demandas, podendo ser aplicadas a variadas tipologias, desde residenciais até hotéis e malls. As chamadas certificações verdes destacam os empreendimentos concebidos com a preocupação em atender a requisitos definidos nas diretrizes para a certificação, como por exemplo LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), AQUA (Alta Qualidade Ambiental), mais conhecidas e consolidadas no Brasil e EDGE (Excellence in Design for Greater Efficiencies), iniciativa do Banco Mundial, direcionada somente a países emergentes e que possui custo de implantação mais baixo que as anteriores.

O processo para obtenção do selo varia de acordo com a certificação pleiteada, sendo que algumas demandam auditoria presencial. Em geral, inicia-se na etapa de projeto, quando são estudadas e definidas as estratégias para atender aos critérios de cada categoria avaliada, e se estende até a entrega/operação do Empreendimento. Requisitos como o tipo de material, a seleção de fornecedores, gestão de resíduos, atendimento aos requisitos legais, eficiência energética e hídrica são considerados na certificação. Sendo assim, contar com profissionais capacitados e experientes se torna um fator importante de sucesso.

Na OR, atualmente, são mais de 20 edifícios certificados, sendo uma das empresas com maior número de empreendimentos certificados no Brasil, atestados por certificadoras acreditadas independentes. O mais recente lançamento, Monvert, é candidato a nossa primeira certificação EDGE, assim como o IPTU Verde – nível gold, promovido pela prefeitura municipal de Salvador. Os resultados de uma certificação ambiental beneficiam entre a empresa construtora, o cliente e a sociedade. A empresa construtora se beneficia pelo auxílio à gestão dos recursos e de riscos, pelo diferencial que isso traz ao imóvel e a possibilidade de impulsionamento de vendas. O cliente usufrui de um produto sustentável, que consome menos recursos e consequentemente, reduz custos operacionais. A sociedade passa a contemplar empreendimentos com design diferenciado, que promovem acessibilidade e colaboram com o desenvolvimento das cidades sustentáveis.

Por Marília Duarte – Coordenadora de Sustentabilidade da OR

Comentar sobre o post

*Campo obrigatório